Viña Tinta Tinto

Roberto Carranca é engenheiro agrônomo e enólogo, desde 1999 produz vinhos. Trabalhou na extinta Cooperativa Vitivinícola de Curicó e de 2002 até 2015 foi enólogo da Viña Indomita, em Casablanca. Acumulou grande experiência na produção de vinhos finos, especialmente com as uvas cultivadas em Casablanca e Maipo. A história dos vinhos Tinta Tinto, teve início em uma garagem, onde mal tinha espaço para algumas barricas. Roberto começou então fazendo vinhos manualmente naquela pequena garagem, ano após ano, fazia pequenos lotes, pequenas melhoras e então realizava a distribuição dos vinhos, isso aconteceu até o final de 2014. Já podiam dizer que tinham uma pequena Bodeguita charmosa e organizada. No entanto, esses ajustes eram pequenos, arranjos sutis, mas capazes de acomodar os vinhos, barricas e garrafas. No ano de 2015 a garagem foi totalmente remodelada, foi reservado inclusive um lugar para receber o público. Mas definitivamente, este será por décadas o lar dos vinhos Tinta Tinto. Nas palavras do próprio Roberto, não existe intenção de crescer mais, eles nunca vão ser uma Bodega grande, não querem deixar de ser uma Bodeguita de garagem, perder a identidade que construíram ao longo desses anos. Todo o processo para produção dos vinhos é feito manualmente, sem máquinas elétricas, aliás, eles não utilizam eletricidade, só precisam de pequenos equipamentos para produção de seus vinhos. São pequenos tanques, barricas, maquinário manual para encher as garrafas e colocar a rolha, uma mesa onde eles pintam os rótulos um por um, um espaço para guardar pequenos insumos. Tudo acontece neste pequeno microcosmo. A calma e tranqüilidade do local são ideais para produção do vinho em uma escala humana.

Deixe uma resposta